A falta de Domínio Próprio no meio Pastoral!

Quando pensamos em domínio próprio a primeira coisa que vem na mente é temperança e autocontrole? Na verdade, o domínio próprio é bem mais abrangente e não tem influência apenas sobre as coisas que não podemos fazer, mas também sobre o que temos de realizar e que nossa vontade reluta em executar. É uma luta que nos inflige, exigindo esforço, dependência, saber onde lutar e ter êxito em exercitar o autocontrole. Cuidar para receba suprimentos e munições que possam ser usados em nosso favor. Podemos pensar o que quiser, mas se nossos pensamentos não forem positivo, dificilmente venceremos o que ataca a nossa vida. A verdade é que somos frequentemente dominados pelo que queremos. Se queremos alguma coisa é bem provável que não haverá controle sobre as circunstâncias que ferirem tais áreas. A melhor maneira de manter o controle pessoal e o domínio próprio e ser dominado por completo pelo o Espírito Santo.

Quem não se controla não se protege! Muitas vezes, você pode pensar que dominar certas situações perigosas, mas o correto mesmo, seria evitar não participar delas.
O poder está no fazer. Domínio próprio é parar. Deus nunca nos mandou dominar os problemas, mas a nós mesmos. Assim evitaremos suas ciladas. Temos domínio antes do envolvimento prático. Depois, somos dominados por ele. Essa mudança ocorre quando falamos, fazemos, aceitamos ou experimentamos o que não deveríamos. O que parece um ato sem compromisso pode tornar-se um eterno tormento?
Enquanto estamos calados, somos senhores dos nossos pensamentos. Depois que falamos, as palavras nos dominam, podendo até mudar o rumo da nossa vida!

É pela falta de domínio próprio que gera o ódio que vela e produz o homicídio. A paciência são formas de domínio próprio. Quem se domina sabe esperar e não come a soberba? A parte que nos cabe no controle da nossa própria vida passa pelo estabelecimento de limites. Que Deus nos ajude a dominar nossas inclinações, com seus apetites e impulsos, pois, a Ele pertence todo poder e todo o domínio para sempre. O domínio próprio ajuda a segurar as emoções quando queremos extrapolar, ele vai conseguir ajudar quando querer agir no impulso, enfim, é algo fundamental na vida do cristão, porque as pessoas vão tentar nos tirar do sério. Eles vão tentar fazer com que você caia, com que faça coisas que nem percebeu e quando ver é tarde demais para suas atitudes.
O melhor é controlar o coração do que conquistar uma cidade. Uma pessoa não paciente sem domínio próprio, quer agir, quer fazer muitas coisas e, às vezes, acaba errando.

Peça a Deus domínio próprio para que consiga, reter tudo aquilo que Deus colocar nas suas mãos. Para que nada venha escapar da sua vida e não perder os valores que já conquistou até hoje.

  1. A mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei.
    (Gálatas, 5)

Para mais informações:
Correio Eletrônico: ccpsp2018@gmail.com
WhatsApp: 14 988 056 852
Celular: 14 981 003 557.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *