Audiência é suspensa após advogados se recusarem a usar máscaras em Tóquio

Uma audiência em uma corte de Tóquio foi suspensa por horas, na terça-feira, após advogados de defesa terem se recusado a usar máscaras de proteção.

O incidente ocorreu durante a sessão de julgamento de um assassinato que era realizada em uma corte distrital de Tóquio. Autoridades instalaram partições transparentes e outras medidas de prevenção para Covid-19 para que o júri popular se sentisse seguro em participar do julgamento.

No entanto, a audiência foi suspensa após dois advogados de defesa terem se recusado a usar máscaras de proteção. Eles argumentaram que não seriam capazes de passar a mensagem de forma clara ao júri se estivessem com o rosto coberto. Ambos também disseram estar em boas condições de saúde e que não chegariam perto das pessoas.

A audiência foi retomada duas horas depois, após novas partições terem sido colocadas entre a equipe de defesa e o júri.

Autoridades da corte distrital afirmam que estão pedindo a todas as pessoas que comparecem ao local para que usem máscaras. O juiz que presidia a sessão disse lamentar a recusa dos advogados de aderir à solicitação.

Julgamentos com júri popular nesta corte haviam sido suspensos por três meses devido ao surto de coronavírus.

A audiência desta terça-feira foi realizada após a suspensão do estado de emergência na capital japonesa na segunda-feira da semana passada.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *