Campanha em prol da reconstrução do Castelo de Shuri prossegue e ganha adesão do Bunkyo

A campanha em prol da reconstrução do Castelo de Shuri, em Okinawa, consumido pelo fogo que praticamente destruiu 500 anos de história em um trágico incêndio no dia 31 de outubro do ano passado, não só prossegue a todo vapor como vem conquistando cada vez mais adesão da comunidade nipo-brasileira. No último dia 5, dois importantes acontecimentos marcaram uma nova etapa da ação.

À tarde, uma comitiva formada pelo presidente da Associação Okinawa Kenjnin do Brasil (AOKB), Milton Sadao Uehara, pelo vice, Tério Uehara e pelo diretor de Assuntos Internacionais, Eiki Shimabukuro, visitou o presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Renato Ishikawa, para consultar sobre a possibilidade da cessão do Grande Auditório para a realização de um evento nos mesmos moldes do “Chibariyoo Uchiná”, realizado no dia 8 de dezembro, na sede da AOKB, no bairro da Liberdade, em São Paulo.
Sadao Uehara lembrou que o Castelo de Shuri, sede do reinado de Ryukyu antes de sua anexação ao Japão, foi construído há cerca de 500 anos e reconhecido pela Unesco como Patrimônio Mundial da Humanidade em 2000.
“Tão logo soubemos da tragédia, imediatamente começamos uma campanha com o objetivo de arrecadar fundos para a sua reconstrução que mobilizou toda a comunidade okinawana residente no Brasil”, lembrou Tério Uehara, destacando que a mobilização das subsedes foi algo marcante e emocionante. “Com certeza, a sua reconstrução representará também todo o espírito de de união, de luta e solidariedade dos uchinanchus do mundo todo”, destacou ele, lembrando que, além do espetáculo, foi aberta uma conta bancária para essa finalidade.

FONTE : JORNAL NIPPAK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *