Chico Buarque e Nelson Gonçalves passam a ter álbuns no streaming a partir desta sexta-feira

A partir desta sexta-feira (21), Chico Buarque e Nelson Gonçalves passam a ter álbuns nas principais plataformas de streaming.

Chico Buarque

Para comemorar os 75 anos de Chico Buarque, a Sony disponibiliza pela primeira vez nas plataformas de streaming álbuns gravados entre 1987 e 2001:

  • “Francisco” (1987)
  • “Chico Buarque” (1989)
  • “Chico Buarque Ao Vivo – Paris, Le Zenith” (1990)
  • “ParaTodos” (1993)
  • “Uma Palavra” (1995)
  • “Serie Aplauso – Chico Buarque” (1996)
  • “Chico Buarque De Mangueira” (1997)
  • “Mpb No Jt” (1997)
  • “O Melhor De Chico Buarque” (1997)
  • “Álbum De Teatro” (1997)
  • “As Cidades” (1998)
  • “Chico Ao Vivo (1999)
  • “Focus: O Essencial De Chico Buarque (Maxximum) (1999)
  • “Cambaio” (2001)
  • “Rca 100 Anos De Música – Chico Buarque” (2001)
  • “Chico Buarque Essencial” (4CDs + DVD) (2008)
  • “Seleção Essencial – Grandes Sucessos – Chico Buarque” (2011)

Os nove álbuns e oito coletâneas representam a discografia de Chico na antiga gravadora BMG, hoje no catálogo da Sony.

A gravadora preparou também uma página interativa exclusiva, uma sala virtual sobre o mar do Rio, em que a cada clique do visitante, ele fica sabendo mais sobre a carreira do Chico.

Nelson Gonçalves

São 35 álbuns de Nelson Gonçalves (1919-1998), para comemorar o centenário do cantor.

O projeto faz parte do processo de digitalização do catálogo dele, com um intenso trabalho de restauração de fitas analógicas e projetos gráficos originais de 35 álbuns.

Veja os principais álbuns:

  • Anos 1950 – Noel Rosa na voz romântica de Nelson Gonçalves (1955), “Caminhemos” – Nelson Gonçalves interpretando músicas de Herivelto Martins (1957) e “Meu perfil” (1960)
  • Anos 1960 – Sambas e boleros na voz de Nelson Gonçalves (1961), Eu e minha tristeza (1962), A voz de seresteiro (1965), Coisas minhas (1966), Nelson Gonçalves e o tango (1967), Missão cumprida – a volta de Nelson Gonçalves (1968), Apelo (1969) e Só nós dois (1970)
  • Anos 1970 – Pra você (1971), Sempre boêmio (1972), Nelson 35 anos depois (1974), Nelson cada vez melhor (1975), Nelson de todos os tempos (1975), Nelson até 2001 (1976), Nelson de 3 gerações (álbum triplo, 1977), Reserva de domínio (1977), Eu te amo (1978), Os 40 anos de Nelson Gonçalves (1980)
  • Anos 1980 – Produção 96 (1981), Conclusão (1982), Joias musicais (1983), Hoje como antigamente (1984) e Ele & elas (1984)
  • Anos 1990 – O boêmio e o pianista – com Arthur Moreira Lima (1992DIVERSÃO
  • FONTE : G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *