Cuba acusa EUA de retomarem “roubo de cérebros” com médicos cubanos

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, acusou nesta quarta-feira os Estados Unidos de tentarem cooptar os melhores médicos cubanos, depois que uma organização americana apresentou denúncia de escravidão no Tribunal Penal Internacional (TPI).

“Mais de 600 mil cubanos prestaram serviços médicos em mais de 160 países nos últimos 55 anos. Em Cuba, se formou de forma gratuita 35.613 profissionais da saúde de 138 países. Os Estados Unidos buscam retomar o programa de roubo de cérebros dos médicos cubanos”, escreveu no Twitter o mandatário.

FONTE : EFE BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *