Defesa Civil de Marília já está funcionando em sua nova sede na Avenida Tiradentes

Apresentação do local contou com a presença de autoridades na manhã desta quarta-feira
A Defesa Civil de Marília já está funcionando em sua nova sede, localizada na Avenida Tiradentes, 1.073, próxima à rotatória do Supermercado Tauste, desde a manhã desta quarta-feira, dia 31.

A apresentação da nova sede da Defesa Civil reuniu autoridades, como o vice-prefeito Cícero do Ceasa, os secretários municipais Coronel Marcos Boldrin (Administração), José Antônio de Almeida (Planejamento Urbano), Vanderlei Dolce (Meio

Ambiente e Limpeza Pública) e Wilson Damasceno (Direitos Humanos).
Estiveram presentes também o representante da Defesa Civil Regional, Leandro de Sá; o 1º Tenente Fernando Gomes Calógero e o 2º Sargento Cléber Luís Pelegrino, do Corpo de Bombeiros; e os secretários adjuntos Fernando Paes (Meio Ambiente e Limpeza Pública) e Zileide Bernardo (Assistência e Desenvolvimento Social); e o assessor da vereadora Profª Daniela, Beto Casagrande.

Eles foram recepcionados pelo coordenador da Defesa Civil, Vandré Fernando dos Santos; e pelos bombeiros civis municipais, Plínio Ernesto da Silva e Claudinei Ferreira de Almeida.

O vice-prefeito Cícero do Ceasa parabenizou a Defesa Civil pela nova sede e pelo trabalho realizado em Marília. “A nova sede está num local privilegiado e de fácil acesso para a população. Parabenizo, em nome do prefeito Daniel, a toda equipe da Defesa Civil pelo grande trabalho que realiza em nossa cidade, dando suporte às famílias em caso de alguma ocorrência. A nossa administração dará todo suporte e estrutura para que a Defesa Civil possa atuar em prol da nossa população.”

A Defesa Civil já está atendendo na nova sede de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, estando disponível também o atendimento via WhatsApp pelo número (14) 98194-1828, com foco em recebimento de ocorrências destinadas em casos de chuvas, calamidades, intervenção em casos de chuvas em conjunto com o Corpo de Bombeiros, imóveis em princípio de incêndio com ação do Corpo de Bombeiros e outros serviços de assistência, como explica o coordenador Vandré Fernando dos Santos.

“Estamos muito gratos à gestão do prefeito Daniel e do vice Cícero por ter nos disponibilizado essa nova sede, que fica realmente numa posição estratégica. Agradeço também o apoio de todos os secretários municipais, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Regional e Estadual. Temos também esse atendimento via WhatsApp, inclusive aos sábados, domingos, feriados e horários noturnos, lembrando que a população deve utilizar também o telefone 193 do Corpo de Bombeiros em caso de urgência e emergência”, afirmou Vandré.

ATUÇÃO

A Defesa Civil de Marília tem atuado em ações preventivas de assistência à população em casos de sinistros, chuvas, alagamentos, incêndios residenciais ou aquelas de impacto à sociedade, sempre pensando em melhor ação de resposta ao ente necessitado.

A Defesa Civil atua em conjunto com Corpo de Bombeiros e Órgãos fiscalizadores do Estado, sempre trabalhando em parceria com as secretarias municipais, como Assistência e Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Meio Ambiente e Limpeza Pública, Obras Públicas e Planejamento Urbano, entre outras.

Agora, em nova sede, a Defesa Civil autorizou a instalação de uma nova unidade de ecoponto para coleta seletiva, apoiando assim o Projeto “Eco Estação”, desenvolvido pelo ativista ambiental Ademar Aparecido de Jesus, em parceria com a Prefeitura de Marília, cumprindo-se, assim, a lei 7851/2015 – Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos do Município, que orienta quanto ao apoio aos catadores de recicláveis.

Além dos recursos humanos, a Defesa Civil conta ainda com um veículo Fiat Dublô e três motocicletas para ajudar nas ocorrências.
“Queremos ampliar também o nosso leque de atuação, como por exemplo, o atendimento às famílias em caso de período prolongado de seca, como foi proposto pelo secretário Coronel Marcos Boldrin; e também receber doação de materiais de construção em nossa sede, o que irá otimizar o atendimento às famílias caso haja essa necessidade”, disse o coordenador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *