Detritos plásticos do Japão podem chegar até à América

O Japão tem se mostrado estar em alerta máximo contra a poluição dos oceanos por causa do lixo plástico e várias medias já vem sendo tomadas. Nesta semana, um pesquisador japonês disse que as correntes oceânicas podem carregar lixo plástico do Japão até mesmo à América do Norte.

Shinsuke Iwasaki, do Instituto de Pesquisa de Engenharia Civil para Regiões Frias realizou uma simulação seguindo cerca de 6.300 toneladas de detritos plásticos lançados no oceano a partir das principais cidades do Japão.

A simulação mostra que o lixo pode chegar à costa oeste dos Estados Unidos, Canadá e Alasca. Iwasaki disse que detritos plásticos também flutuaram até países do Sudeste Asiático como Filipinas e uma parte também retornou à costa do Japão.

Lixo Plástico vêm se tornando um grande mal ao ecossistema marinho do planeta. (imagem: Divulgação)

Sacolas e garrafas plásticas estão poluindo os oceanos e representam uma séria ameaça ao ecossistema. Os ministros do meio ambiente do G20 vão debater a questão quando se reunirem neste final de semana na cidade de Karuizawa, província de Nagano, na região central do Japão.

Iwasaki disse que as pessoas precisam ter consciência de que detritos plásticos produzidos no Japão podem afetar países em outras partes do mundo. Ele afirmou que é preciso agir em escala global para reduzir o lixo plástico.

Lembrando que o Japão começou uma campanha de coleta voluntária em todo o país há algumas semanas. Cerca de 800 mil pessoas devem participar das limpezas em 2.000 locais por todo o Japão. Além disso, o governo está tomando outras medidas para a redução do lixo plástico, como a proibição de distribuírem sacolas plásticas gratuitas nos comércios e o estímulo ao desenvolvimento de plásticos solúveis a água.

Além de tudo isso, para os Jogos Olímpicos de Tokyo 2020, serão usados nas produções dos pódios, materiais plásticos recolhidos dos mares e também doados por pessoas em todo o país.

FONTE : REVISTA MUNDO OK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *