Estado de Nova York registra mais 209 mortes provocadas pelo novo coronavírus

O estado de Nova York, epicentro da pandemia da Covid-19 nos Estados Unidos, registrou neste sábado 209 novas mortes, fazendo com que o total chegasse a 728, segundo informou o governador, Andrew Cuomo, em entrevista coletiva.

De acordo com o líder regional, em 24 horas, foram confirmados 7.681 novos casos, elevando para 52.318 o número absoluto do estado. Mais da metade é de pessoas que vivem na cidade de Nova York.

De todos os pacientes internados com a Covid-19, que são 7.328, 1.755 estão em unidades de terapia intensiva. Já 2.726 pessoas tiveram alta até hoje, sendo quase 700 nas últimas 24 horas.

Cuomo indicou que o dado que pode ser considerado positivo é a redução de novas internações de ontem para hoje. Foram 847 novas entradas, contra mais de 1.000 e 1.200, nos últimos dois dias. O governador, apesar disso, admitiu que o pior ainda está por vir.

As projeções é que o pico da pandemia no estado chegará no período compreendido daqui 14 e 21 dias, por isso, está sendo realizado trabalho intenso para aumentar o número de leitos disponíveis e obter mais respiradores.

Segundo as previsões de Cuomo, a expectativa é de que serão necessários 140 mil leitos, contra 53 mil disponíveis hoje, além de 30 mil respiradores, projeções que foram questionadas pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

“Baseados nos dados e na ciência, estamos planejando para o pior cenário que os modelos preveem”, respondeu hoje o governador.

Cuomo ainda revelou que, após conversa com Trump, foi decidido que a cidade de Nova York transformará quatro grandes instalações, entre eles um centro de convenções em Manhattan, em hospitais de emergências, com ganho de 4 mil leitos. 

FONTE : EFE BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *