Governo japonês adota declaração sobre questão de ex-pacientes de hanseníase e seus familiares

O governo japonês adotou uma declaração do premiê Shinzo Abe relacionada a uma política envolvendo hanseníase, após a decisão de um tribunal de que famílias tinham sofrido danos por discriminação.

Em junho, a Corte Distrital de Kumamoto, no sudoeste do Japão, ordenou que o governo indenizasse cerca de 500 autores da ação, cujos familiares foram isolados em instalações para portadores de hanseníase. Abe decidiu, esta semana, que o governo não irá apelar da decisão.

O gabinete adotou, na sexta-feira, a declaração do primeiro-ministro segundo a qual os familiares foram sujeitos a graves preconceitos e discriminações. Diz também que o governo pede profundas desculpas a ex-pacientes e seus familiares pelo sofrimento, e que Abe planeja se encontrar com as famílias e demonstrar seu remorso.

A declaração menciona também que o governo irá pagar rapidamente pelos danos aos autores da ação conforme determinado pelo tribunal, assim como analisar um novo sistema para indenizar as famílias de ex-pacientes da doença, incluindo aquelas que não fizeram parte deste processo judicial. E acrescenta que ministérios relevantes vão dedicar mais esforços para promover educação sobre direitos humanos.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *