Japão considera queda consistente no número de novos casos essencial para suspender estado de emergência

O ministro do Japão encarregado das questões relacionadas ao coronavírus, Nishimura Yasutoshi, disse que o número de novos casos no país está caindo, mas advertiu que suspender o estado de emergência só poderá ser possível depois que essa tendência continuar por um certo período.

O número diário de casos registrados no Japão caiu para menos de 100 na quinta-feira, a primeira vez que isso acontece desde a declaração de estado de emergência em abril.

Na sexta-feira, Nishimura, que é na verdade o ministro da Revitalização Econômica do Japão, disse à imprensa que isso foi graças aos esforços feitos pelo público, acrescentando que o número de pessoas deixando os hospitais também está aumentando.

Nishimura disse que há planos para o relaxamento das restrições em 34 províncias que não estão sob alerta especial.

Segundo o ministro, 27 províncias estão tentando decidir se vão ou não relaxar as medidas de isolamento. Em vez disso, eles pretendem pedir à população que evite viajar para fora de suas províncias e evite comer ou beber em bairros de lazer, acrescentando que 21 províncias estão se preparando para permitir reuniões de até 50 pessoas.

Segundo Nishimura, o reinício das atividades econômicas precisa ser feito através de medidas detalhadas de prevenção de contágio, já que portadores sem sintomas podem espalhar o vírus. Ele manifestou esperança de que os governadores das províncias tomem as decisões adequadas com base na situação de cada província.

Sobre suspender o estado de emergência, Nishimura disse que o governo está prestando atenção em particular ao número de novos casos, e que as autoridades precisam analisar as tendências por períodos de uma e de duas semanas antes de tomar uma decisão.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *