Polícia desconfiou dos preços muito baratos dos relógios Rolex

O gatilho para a prisão de Miyuki Sugitani, 35 anos, japonesa, residente em Sakai (Osaka) foram os preços dos relógios falsificados da renomada marca suíça Rolex

Sobre ela há suspeita de ter vendido os relógios para 3 homens residentes em Tóquio, através de um site de leilão online, em fevereiro deste ano. Pelas 3 unidades obteve 51,5 mil ienes.

Agentes da cyber patrulha do Departamento de Polícia Metropolitana desconfiaram dos preços muito baratos por serem novos, conforme divulgava. 

A polícia calcula que Miyuki tenha obtido faturamento de cerca de 3 milhões de ienes com relógios falsificados. 

Na delegacia, durante o interrogatório, ela nega a suspeita de violação da lei de marcas.

FONTE : PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *