Prefeitura recebe comunicado do Estado explicando a demora nos resultados dos exames do Coronavírus

Atraso é pela grande quantidade de amostras para exames recebida por dia pelo laboratório Adolfo Lutz

A Prefeitura de Marília recebeu um comunicado da Secretaria Estadual da Saúde falando sobre a demora na divulgação de resultados para suspeitas de coronavírus na cidade.

Segundo a secretaria estadual, o atraso é provocado pelo excesso de exames no Instituto Adolfo Lutz, que concentra as atividades e diretrizes de prioridade na realização dos testes. O documento informa ainda que o instituto recebe por dia uma média de 1.200 exames e são processados com prioridade os casos com internação em estado graves e os óbitos.

A Prefeitura de Marília, por meio da Vigilância Epidemiológica, informou um novo boletim dos casos suspeitos de Coronavírus na cidade, ontem (segunda-feira), às 17h, quando eram 55 casos suspeitos (estes aguardando resultados), oito internados e seis descartados.

A partir desta terça-feira, dia 31, será informado apenas um boletim diário, o das 17h, conforme são divulgados os boletins da Secretaria Estadual e do Ministério da Saúde. Boletins extraordinários poderão ser expedidos conforme as informações mais relevantes forem saindo.
Todos podem acompanhar os dados da cidade por meio do site marilia.sp.gov.br/coronavirus com todas as informações, inclusive com o mapa georreferenciado dos casos suspeitos de Marília

Veja abaixo, na íntegra, o comunicado da Secretaria Estadual de Saúde.

“Conforme orientação do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde está ampliando a rede de diagnóstico e adquirindo insumos extras para a detecção de COVID-19. A pasta estadual já adquiriu 60 mil testes extras para suporte do Instituto Adolfo Lutz, importados dos Estados Unidos. O Ministério da Saúde também envia testes aos Estados Diariamente, o Lutz recebe cerca de 1.200 amostras, processando prioritariamente os casos graves e óbitos, conforme definido pelo Centro de Contingência de SP. Os resultados são enviados ao serviço que solicitou a análise, para notificação ao município de referência. No momento, o Lutz está estudando a aquisição de mais insumos para abastecer a rede e dar mais agilidade nos diagnósticos do novo coronavírus. O Instituto Butantan instalou, na quarta-feira (25), um novo laboratório para essa finalidade, que agora passa por processo de validação. A previsão é que, ainda na primeira quinzena de abril, comecem as análises de amostras, com capacidade para até duas mil por dia. A rede de 17 laboratórios já está integrada a cinco núcleos de centros de referência para a coleta de material. A realização de testes foi iniciada e será ampliada com a aquisição de insumos Habilitação de outros laboratórios Além disso, publicou portaria no dia 11 de março, para comunicar aos laboratórios de SP, públicos ou privados, que estão abertas as inscrições para habilitação para realizarem o exame de RT-PCR em tempo real para o vírus SARS-CoV-2. O laboratório precisa ter os devidos registros e alvarás, e deverá respeitar normas técnicas previstas pelo Lutz. As propostas e documentações serão avaliadas pela diretoria do Instituto para autorização, se tudo estiver em conformidade.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *