Saúde aguarda fornecedor de Sertralina; medicamento tem escassez na produção

Segundo fornecedor, fábricas têm demorado a fazer entrega; antidepressivo teve consumo pelo SUS superior a 330 mil comprimidos em menos de seis meses

A Secretaria Municipal da Saúde de Marília informou a indisponibilidade temporária do medicamento Sertralina 50mg, que faz parte da relação de medicamentos fornecidos gratuitamente na rede municipal de farmácias. Segundo fornecedores, há demora na entrega pelos fabricantes.

Conforme explica a farmacêutica Rosângela Campanhã, responsável pela área de fármacos no município, a Sertralina é um antidepressivo e faz parte da Remume (Relação Municipal de Medicamentos), uma lista padronizada pela assistência farmacêutica local.

A lista tem 176 remédios, além de mais 21 itens entre fórmulas, suplementos e insumos oferecidos pelo Serviço Social da Saúde. É quase o dobro da Rename (Relação Nacional de Medicamentos), padronizada em âmbito municipal.

Em relação à Sertralina 50mg, os farmacêuticos observam aumento na utilização. Para se ter uma ideia, em Marília foram entregues (mediante receita médica), pelo SUS, mais de 330 mil comprimidos da droga. Em seis meses foram quatro grandes compras pela Prefeitura.

“A previsão do fornecedor é que tenhamos o medicamento a partir da primeira quinzena de junho, então, infelizmente, teremos mais alguns dias de indisponibilidade. O motivo independe dos nossos esforços, uma vez que o fornecedor nos relatou essa dificuldade na produção e entrega do medicamento na fábrica”, finalizou a farmacêutica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *