Saúde recebe último lote de vacina da gripe; 4,4 mil crianças e gestantes não vacinaram

Secretaria Municipal divulgou novo chamamento à população em geral, principalmente às crianças e gestantes

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, informa que recebeu o último lote de vacina contra a gripe, remanescente da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, encerrada no dia 31 de maio. As doses estão disponíveis para todos que procurarem, porém o apelo é maior aos grupos prioritários, ou seja, pessoas mais vulneráveis.

Conforme dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), do Ministério da Saúde, Marília vacinou 68.034 pessoas, ou seja, 87,38% do público-alvo da campanha, que inclui idosos; gestantes; crianças abaixo de seis anos, mulheres que deram à luz recentemente, trabalhadores da saúde, da educação e da segurança pública.

O percentual de cobertura ainda pode subir, já que ainda faltam ser vacinadas 774 das 2.235 estimadas no município e 3.639 das crianças na faixa etária indicada. As unidades de saúde estão fazendo busca ativa dessas pessoas, com base nos cadastros do SUS (Sistema Único de Saúde), mas a maioria não tem respondido ao chamado.

ATENDIMENTO

A enfermeira Renata Rodrigues Plácido, responsável pelo Programa de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde de Marília, informa que o horário de atendimento para vacina contra a gripe foi definido entre às 8h e 16h, de segunda a sexta-feira. É necessário levar a caderneta de vacinação e o cartão SUS.

Ela reforça que as doses disponíveis a todos que ainda não tomaram a vacina contra a gripe, mas pede, principalmente, o comparecimento das pessoas que fazem parte dos grupos prioritários e ainda não se vacinaram.

“No caso das crianças, por exemplo, vemos com bastante preocupação. A vacina é indicada para a idade a partir dos seis meses e até seis anos incompletos. Estas crianças precisam que os pais ou responsáveis tomem a atitude, para que fiquem protegidas”, disse Renata.

A vacina é feita de vírus inativados e fragmentados. A chamada “trivalente” protege contra os vírus A (H1N1 e H3N2) e Influenza B, ambos podendo provocar agravos e até a morte. São os mais prevalentes na população e muito comuns neste período do ano.

Para consultar o local mais próximo, basta acessar o endereço simplificado www.bit.ly/saudemarilia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *