Sessão tem projeto retirado

A sessão da câmara municipal que ocorreu ontem teve quasse todos seus itens aprovados, porém o mais polêmico foi retirado da pauta.

Os dois Objetos de Deliberação foram aprovados de forna unânime, foram eles: 4/2020, e o 9/2020, ambos do vereador Luiz Eduardo Nardi (PR) o primeiro tratando da compra de giz antialérgico e o segundo tratou da criação do Dia do Samu.

Já os dois primeiros Processos Conclusos, também foram aprovados de forma unânime, sendo eles:

O Projeto de Lei Completar de número 9/2020, de autoria da prefeitura que trata do Código de Obras e Edificações do Município.

E o outro Projeto de Lei Completar aprovado foi o de número 25/2020 da vereadora Professora Daniela (PR) que denominou Célio José da Silva Filho, o sistema de lazer localizado entre as Ruas Sebastião Mazalli e Ângelo Trevelin, que fica no Bairro Jardim Teotônio Vilela, em frente a EMEI Sementinha.

O terceiro item que seria votado seria o Projeto de Lei número 45/2020 que tem em sua redação a suspensão do pagamento das parcelas dos empréstimos consignados nas folhas de pagamentos dos funcionários ativos, inativos e pensionistas.

Esse projeto recebeu uma série de críticas dos vereadores, e também uma manifestação contraria do procurador José Alfredo de Araújo Sant’Ana, por ser proposta em ano eleitoral.

Também foi decidido a volta das sessões ordinárias presenciais a partir da próxima sessão dia 8/6 ao seu horário habitual as 17:00hm.

Sessão Extraordinária

Foi votado em uma sessão extraordinária o projeto 48/2020 que autorizou a abertura de um crédito adicional no valor de R$1milhão, 471 mil para pagamento de funcionários públicos com verbas vinda do governo federal.

POR: FERNANDO ANDRADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *