Tupãense foi uma das finalistas do 10ª Concurso Moda Inclusiva, em São Paulo

A final da 10ª edição do Concurso Moda Inclusiva, foi realizado no último dia 28 de novembro no Centro Cultural São Paulo, na Capital. O evento é realizado por meio de parceria entre Governo do Estado, através das Secretarias Estaduais de Desenvolvimento Social, Direito da Pessoa com Deficiência, Secretaria Municipal de Assistência Social, Câmara Municipal e Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais). 

Entre os looks que participaram do desfile, esteve o da Prefeitura da Estância Turística de Tupã, por meio da secretaria municipal de Assistência Social, representada pela campeã do município, Nobuko Shiguihara, responsável pelo look e que foi costurado pela Escola Profissionalizante de Tupã, levando Natiele, frequentadora da APAE de Tupã como modelo. 

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Leusia Flávia Pires Romano, lançado em 2009, o Concurso Moda Inclusiva propõe uma reflexão comportamental, estimula alunos, profissionais e o mercado da moda a abordarem o tema. 

“Motivados pelo Concurso, hoje é possível encontrar trabalhos acadêmicos que discorrem sobre moda inclusiva até internacional, e tem como objetivo levar inspiração de look para crianças portadoras de necessidades especiais”, disse. 

O evento contou com desfile de roupas idealizadas por estudantes e profissionais de todo o Brasil de diversas áreas que apresentam soluções inovadoras para contribuir com o bem estar e a qualidade de vida das pessoas com deficiência. “O uso de velcro, zíper e imãs são muito usados pelos profissionais para facilitar na hora de vestir e promovem a autonomia e a independência desse público. A premiação reuniu os vinte melhores trabalhos inscritos e os três primeiros colocados foram premiados”, enfatizou. 

O Brasil tem hoje cerca de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse contingente ultrapassa 9,3 milhões. Há um grande mercado de produtos e serviços para atender as demandas específicas desse segmento. 

Na oportunidade, Leusia parabenizou a todos que participaram da primeira etapa, e em especial a campeã do município Nobuko Shiguihara, que fez um lindo trabalho na final. 

Segundo a finalista Nobuko Shiguihara, a sua inspiração foi norteada pelas dificuldades de crianças com a inclusão no mundo da moda. 

“A minha inspiração para esse modelo veio da minha luta contra uma doença, e também como mãe, ver crianças deficientes não sendo incluídas na moda, pois hoje em dia é muito difícil achar uma roupa que sirva e seja confortável e prática para uma criança com alguma necessidade especial. Sinto-me privilegiada por participar deste concurso e ter representado minha cidade na última etapa do concurso”, frisou. 

Na oportunidade, Nobuko agradeceu a todos que a ajudaram e colaboraram para que pudesse participar do concurso. Além de parabenizar todos os candidatos que participaram e fizeram um lindo trabalho. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *